Shine or Shame?! ’11

Esmaltes:

1. Besouro (Risqué): Esmalte dual chrome grafite que reflete roxo e verde dependendo da iluminação. Uma das cores mais lindas lançada esse ano, que é a cara do inverno, mas chegou na primavera.

2. Love Story (Impala): Uma cobertura flocada que reflete várias cores e dá um charme todo diferente pra qualquer esmalte.

3. Mayra (Rivka): Um lilás com fundo azulado e um toque de neon, absurdamente lindo.

CD’s:

4. Femme Fatale (Britney Spears): Já sabem que sou fã da Britney então não vou comentar muito porque sou suspeita, mas esse ano foi muito especial em muitos os sentidos, e esse CD só fez provar que a Britney é quem é e ninguém nunca vai mudar isso. Um dos melhores CD’s da carreira, do ano, e com os clipes e turnê mais perfeitos.

5. Who You Are (Jessie J): Na 1ª vez que vi/ouvi “Do It Like A Dude” achei que a Jessie seria uma cantora qualquer, que tinha um visual chamativo a la Lady GaGa e não me importei muito. Assim que o CD foi lançado eu baixei e esqueci do arquivo lá salvo por umas 3 semanas, quando finalmente lembrei dele fiquei indignada por não ter descoberto o CD tão perfeito que ele é e ter passado tanto tempo sem ter ouvido. A única faixa que não me agrada é “Big White Room”, por ser tão diferente de todas as outras, não entendo como colocaram uma música lenta, acústica, e ao vivo antes da metade do CD, que fosse como bônus então, e deixassem uma versão estúdio no lugar.

6. Science & Faith (The Script): O CD foi lançado no final do ano passado, mas com certeza ouvi ele muito mais esse ano. Recentemente a banda lançou seu 1º DVD da turnê desse álbum, que ainda não foi lançado no país (assim como o CD). Uma das minhas faixas favoritas “Walk Away” ainda não virou single e receio que nem vire, já que a música nem foi performada nos shows.

Novos artistas:

7. Jessie J: Depois de ter descoberto o CD perfeito dessa cantora inglesa, descobri uma história de vida, somado ao talento vocal dela, e todos os clipes lindos que lançou, foi suficiente pra me tornar fã.

8. Natalia Kills: Outra cantora inglesa com um CD muito bom (Perfectionist); porém mal trabalhado. Natalia (ou sua equipe) só escolheu músicas ruins pra divulgar, fez clipes medianos e fica repetindo seu penteado horrendo. Mas tem uma voz ótima e se conseguir alguém pra gerenciar sua carreira dignamente vai longe. Ainda torço pra que “Break You Hard”, “Love Is A Suicide”, “Acid Annie”, “Broke” ou “Nothing Lasts Forever” tenham alguma chance.

9. Wynter Gordon: Uma cantora nova iorquina que até hoje só tem um CD lançado, e infelizmente não conseguiu o sucesso que merece. As duas únicas músicas ruins do CD tem participação de outros artistas. “Still Getting Younger”não sai da minha cabeça.

Clipes:

Wet (Nicole Scherzinger): Uma ótima cantora que alcançou a fama através de uma girlband, que era considerada por muitos as novas Spice Girls, entrou em carreira solo, cancelou um 1º CD, lançou sem muito sucesso um 2º, mas continua aparecendo linda e rebolante. Clipe com fotografia linda, e coreografia incrível de ficar vendo no repeat toda a flexibilidade e pensando como consegue.

 I’m Into You (Jennifer Lopez): Assista o clipe e se pergunte porque raios J.Lo se divorciou de Marc Antony se não foi pra ficar com o bonitón mexicano do clipe.

Walk (Foo Fighters): Uma banda que com tantos anos de carreira continua fazendo clipes ótimos. Esse é só mais um deles, que mostra o lado ator comediante de todos seus integrantes, mas vale principalmente pelas expressões impagáveis de Dave Grohl.

 As decepções do ano:

– O esmalte Afrodite da Colorama parou de ser fabricado, justamente quando o descobri e que é parecido com o lindo Mistral da Chanel. Já não tinha condições de experimentar nem o original, agora nem o genérico.

Michael Bublé casou, e o príncipe William também (mas no caso dele, ok, ainda sobra o Harry)

– Clight ainda não voltou a fabricar no país o sabor Pomelo Rosado.

Concordam, apoiam, discordam?!

Que o próximo ano seja melhor, em todos os aspectos, para todos.  E esperando que ele não realmente acabe. Até 2012!

2 Respostas para “Shine or Shame?! ’11

  1. Pingback: The Voice UK | Herro Genético | Ana Zilio

  2. Pingback: Boombox: Wild | Herro Genético | Ana Zilio

Compartilhe sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s